Quem conta mais na tua vida?

Hoje venho aqui fazer-te uma pergunta: Qual é a opinião que conta mais? A tua ou a das outras pessoas?

Já pensaste nisto? Estás a viver a tua vida ou a vida que os outros querem para ti?

Muitas vezes deixamo-nos influenciar pela opinião dos outros e deixamos de fazer o que realmente gostamos por causa do que os outros vão pensar de nós, com medo de deixares de te encaixar no teu grupo de amigos, com medo que os teus pais não te aceitem com as tuas escolhas. Com medo. E isso faz com que tu vivas uma vida que não é a tua, que não é a que tu queres viver, mas também, porque muitas vezes, é mais “fácil” viver assim. Ou seja, tu até podes viver infeliz na tua vida mas se alguma coisa correr mal tens quem culpar, enquanto que se vivesses a vida pela tua cabeça só te terias a ti para culpar.

Eu sei, isto não é fácil de ouvir, a mim também me custou, e às vezes ainda custa, encaixar estas palavras, mas é verdade. Eu vivi muito tempo a tentar encaixar-me, fosse em grupos de amigos, fosse na família, até que percebi que não vale a pena “tentar encaixar-me” porque não estava a ser o meu verdadeiro eu e porque estava a impedir-me de viver uma vida plena e feliz. Quando começamos a viver alinhados connosco próprios, a vida muda para muito melhor, claro que existe a fase de transformação que pode exigir muito de ti mas compensa cada minuto. Por isso, a mensagem que eu queria passar é esta:

Sê tu próprio, não te castres, não te amarres àquilo que tu achas que a sociedade quer de ti. Sê tu próprio na tua plenitude.

Sem-título-1

Como vai o teu trabalho?

Como é que te sentes no teu trabalho?

Já paraste para pensar?

Sentes que és valorizado e que valorizas o teu trabalho? Ou sentes que tens mais coisas a fazer, outros objectivos que queres alcançar?

Pois é, estas perguntas nem sempre são fáceis de responder. Eu, por exemplo, não respondo a estas perguntas facilmente. Sinto que o meu trabalho deve ter um propósito e muitas vezes fico na dúvida se estou no caminho certo, se o meu trabalho ajuda alguém e se estou a fazer algo relevante.

Acredito que não seja a única com este dilema, acredito que haja muitas pessoas por aí que também têm as mesmas questões e que as guardam para si, no entanto, acho que estas perguntas têm de ser feitas sim, têm de ser respondidas sim, porque são importantes para evoluirmos enquanto pessoas e para conseguirmos adaptar a nossa realidade àquilo que queremos para a nossa vida.

É importante nestas alturas pensarmos naquilo que somos e sentimos realmente, o que sempre gostámos de fazer e o que é que faríamos mesmo sem recebermos um pagamento, acho que este é a principal forma de encontrarmos o que realmente queremos fazer na vida, depois é importante também percebermos que valores mexem connosco e com certeza é por aí o caminho.

Por isso, independentemente da tua idade, profissão, estudos, estrato social, pensa nestas coisas, define o teu caminho e começa, vai pelo que tu sentes realmente que faz sentido para ti e não pelo que a sociedade diz que tu tens de fazer.

Avança.

Faz por ti.

Sem medos.

Confia.

Sem-título-1

Eu bebo água com limão. E tu?

Há uma coisa que eu faço sem falta todos os dias de manhã, assim que me levanto, uma delas é beber um copo de água com limão. Há já algum tempo que eu ouço nos benefícios da água com limão em jejum por isso arrisquei e a verdade é que me sinto melhor desde que este gesto se tornou um hábito.

Tenho de alertar antes de continuar este post que: é contra indicado para pessoas que sofrem de: refluxo gástrico esofágico, gastrite e hérnia do hiato.

Vá, mas afinal a água com limão faz bem porquê?

Primeiro porque ajuda as pessoas com dificuldade na digestão. Isto porque a composição do sumo do limão é semelhante ao suco gástrico, por isso, vai ajudar o estômago a fazer melhor a digestão. Depois, claro, que por ter muita vitamina C, fortalece o sistema imunitário e já que estamos a falar da vitamina C, posso acrescentar que vai ajudar à produção de colagénio o que faz com que tenhas uma pele mais saudável.

É também uma boa forma de prevenir pedras nos rins por conta do ácido cítrico presente no limão, claro, que nada disto acontece se tomarmos apenas uma vez mas sim se criarmos um hábito.

Basicamente a água com limão ajuda a limpar o organismo de tudo o que lhe faz mal e por isso comecei a criar este hábito. Claro, que quanto mais hábitos saudáveis conseguirmos adicionar a este melhor para o nosso corpo e para a nossa mente, sim, porque quanto melhor estiver o nosso corpo melhor estará a nossa mente.

Vocês já experimentaram este hábito? Sentiram diferenças no vosso corpo? Comentem aqui em baixo, estou curiosa para saber.

Sem-título-1

Ingrata? Eu?

Se há coisa que aprendi nos últimos anos da minha vida foi a agradecer, percebi que era muito ingrata com a minha vida, não dava valor às coisas que tinha mas dava muito valor ao que não tinha. Mas a vida trata de nos dar as porradas certas para aprendermos algumas lições e eu aprendi que esta não é de todo uma maneira saudável de viver. Comecei a perceber que se não der valor às coisas pequenas também nunca vou dar valor a algo que eu conquiste por muito grande que seja.

Por isso comecei a fazer todos os dias uma lista de gratidão, onde penso nas coisas boas que a minha vida tem neste momento, assim, garanto que pelo menos durante aquele momento do meu dia eu agradeço e tenho um momento positivo. E é tão importante lançar energias positivas no mundo, sim, porque eu acredito que tudo aquilo que lançamos ao mundo volta para nós, por isso, tento lançar o máximo de coisas positivas possíveis e a gratidão é uma delas.

Para mim o importante é agradecer pelas coisas essenciais da vida: ter saúde, pelo ar que respiramos, pelo sol, pela chuva, pela comida que comemos, pelas pessoas que nos rodeiam, ou seja, agradecer por tudo aquilo que muitas pessoas tomam por garantido. Para mim este momento é essencial para lembrar o que é realmente importante na vida e recentrar os meus valores para que nunca me esqueça do que realmente interessa.

E tu? Agradeces a vida que tens? Ou és ingrato como eu era? Comenta aqui para eu saber.

Sem-título-1

Como é que eu organizo a minha semana?

Nesta fase da minha vida é essencial para mim ter a minha semana muito bem definida, eu trabalho 9 horas por dia, tenho a casa para cuidar, tenho alguns trabalhos em freelance, tenho o blog e claro que tenho a minha vida pessoal. Por isso todas as horas de todos os dias contam, então, todos os domingos de manhã eu pego numa folha e num papel para conseguir fazer uma lista das coisas que eu tenho de fazer e entregar nessa semana e onde aponto a data limite da tarefa. Claro que depois pego nessa lista e faço toda a distribuição por dias da semana, normalmente, divido as tarefas por temas: um dia dedicado ao blog, outro dia dedicado ao freelance, um dia para descansar.

Assim torna-se muito mais fácil e rápido fazer o planeamento de cada dia.

O plano de cada dia é feito sempre de manhã, mais ou menos às 6:10h e a essa hora sento-me com o meu plano semanal a frente e faço um cronograma mais ou menos organizado por ordem do acontecimento das coisas. Assim, sempre que eu tiver algum tempo livre é só ir à minha lista saber qual é o meu próximo passo, assim, poupo o tempo de estar sempre a parar para pensar o que tenho de fazer a seguir e torno-me muito mais produtiva.

IMG_0742

Claro que neste planeamento eu conto sempre com imprevistos, para que mesmo que algo aconteça e algo fique por fazer o prazo de entrega não seja comprometido ou o menos comprometido possível e claro que todas as semanas eu reservo um dia para parar, para desligar.

Para isto tudo conto com um caderninho, pequenino, que cabe facilmente num bolso e por isso é óptimo para andar comigo em todo o lado e é onde eu aponto tudo e mais alguma coisa sobre o meu dia a dia para depois ser muito mais fácil a minha organização.

E tu? Como é que te organizas? Conta-me nos comentários como é que funciona a tua organização.

Sem-título-1