5 Coisas que aprendi com… Nicki Minaj

Confesso que quando ela apareceu não era grande fã, hoje em dia gosto mais do trabalho dela mas continua sem ser a minha primeira opção quando tenho de escolher música, de qualquer das formas nada disto impede que eu admire o trabalho dela e o que ela têm conseguido. A Nicki conseguiu entrar e ser grande num meio musical extremamente machista, por isso, hoje trago aqui 5 coisas que aprendi com Nicki Minaj:

Segue o teu coração – certifica-te que quando crias alguma coisa estás a seguir o teu coração e não o que os outros dizem que deves fazer. Já falamos um pouco disto no post: “Quem conta mais na tua vida?” e a Nicki reforça esta ideia, temos sim de seguir o que o nosso coração manda e não o que os outros acha que nós devemos fazer.

Trabalho Árduo – As coisas não caem do céu, é preciso trabalhar muito. Eu acredito que na vida a sorte e o trabalho andam de mãos dadas. Podemos ter muita sorte mas sem trabalho nada acontece, mas a sorte e pode potencializar muito o trabalho árduo. Uma coisa é certa, quanto mais te dedicas a fazer uma coisa melhor vais ser a faze-la, por isso, trabalha, faz com que as coisas te aconteçam e vais ver a tua vida a mudar.

Faz bem feito – Não faças as coisas pela metade, quando fizeres, faz o melhor que consegues para um dia poderes olhar para trás e sentir orgulho no que fizeste. Eu acredito, e pelo que vi a Nicki também acredita, que se vamos fazer alguma coisa, não vale a pena fazer pela metade. Se estás a entrar num projecto faz o melhor que sabes e consegues, para um dia olhares para trás e veres que fizeste o melhor que sabias.

Não desistas – Tu não sabes que vidas estás a tocar quando fazes alguma coisa e também não sabes o quão perto estás de chegar do teu objectivo, podes estar a desistir muito perto de atingires aquilo que queres, por isso, se ainda sentes paixão pelo que estás a fazer, não desistas, continua e o sucesso vai bater-te à porta.

Aprende com toda a gente – Em todas as situações e com todas as pessoas nós podemos aprender alguma coisa, por isso, guarda para ti o melhor que podes guardar de cada situação e de cada pessoa. Tu nunca és bom demais ou grande demais para aprender com quem quer que seja e isso joga a teu favor.

O que é que tu achas destas opiniões da Nicki Minaj, conta-me aqui nos comentários.

Sem-título-1

I am not your Guru – Tony Robbins | Review

Já vi este documentário há algum tempo na Netflix. Tenho de começar por dizer que sou fã do Tony Robbins e da mensagem que ele passa, da auto-responsabilização pelo nosso futuro e pela nossa vida.

O documentário mostra um pouco do que são os eventos dele e da vida dele durante esses eventos. Confesso que gostava de ir a um deles porque sinto que tenho muito a aprender com ele, um homem que saiu da miséria e agora tem um império bilionário, um dos “popularizadores” da programação neurolinguística e do coaching nos Estados Unidos, o Tony Robbins pegou na sua vida e fez com que as dores pelas quais passou ajudassem outras pessoas a superar as dificuldades das suas vidas.

O documentário é isto mesmo, ouvir histórias de vida das pessoas que estão lá a participar e ver a forma como ele lida com essas pessoas e os seus problemas. Eu consegui ver-me reflectida em muitas das histórias que por lá passam, nos medos que são apresentados e senti que esses medos são mais comuns do que pensamos. Revi-me tanto que senti que as soluções encontradas para aquelas pessoas se aplicam perfeitamente na minha vida.

Há quem diga que o documentário é apenas uma promoção ao negócio do Tony Robbins, eu senti que não, claro que promove os eventos mas senti, acima de tudo mostra que todos passamos por provações na vida, todos temos “boas desculpas” para não fazer. No entanto, quem quer fazer arranja maneira, podemos não ir pelo caminho que idealizámos de início, com certeza teremos de recalcular a rota algumas vezes, mas há sempre uma forma de lá chegar se é mesmo isso que queremos. Mostra-nos também que é apenas verdade aquele velho clichê: “o que não nos mata, torna-nos mais fortes”. 

Por isto tudo, eu recomendo muito que vejas este documentário, eu gostei muito, mas também sou muito suspeita por ser grande fã do Tony. Vê e conta-me o que tu achas-te aqui nos comentários.

Sem-título-1

5 coisas que aprendi com… Mel Robbins

Comecei a ouvir falar da Mel por causa do livro dela: Regra dos 5 segundos, aliás, já falei do livro aqui no blog. Hoje venho falar-vos de mais algumas lições que ela me ensinou com os seus discursos.

  1. Tens de ser tu a puxar por ti, quando somos mais novos habituamo-nos a ter os nossos pais a mandar-nos fazer coisas, mas quando chegamos a uma certa idade não temos ninguém a fazer esse trabalho por nós, por isso, resta-nos a nós próprios policiarmo-nos a fazer esse trabalho. Não podemos ficar à espera que alguém apareça para nos mandar fazer o que quer que seja. Ninguém vai aparecer para nos obrigar a seguir os nossos sonhos, por isso, temos de fazer esse trabalho nós próprios. Percebe, tudo depende de ti. Tu mandas na tua vida.
  2. Ganhar às manhãs, é o primeiro desafio do dia: sair da cama. Quantas vezes fazes snooze no despertador? Quantas desculpas arranjas para não te levantares? Pois é… é esta luta que tens de vencer, a luta por te levantares. Quando te propões a levantar a uma determinada hora, é a essa hora que tens de te levantar, caso contrário começas o dia com a sensação de derrota e isso vai afectar o teu dia todo.
  3. Faz, se queres fazer faz. Não te proíbas de ter novas experiências, porque se correr bem vais poder seguir para o próximo nível, se correr mal, com certeza aprendes alguma coisa para: ou voltares a tentar e evitares alguns erros, ou para aplicares essas lições noutra altura da tua vida.
  4. Esvazia a mente, faz uma lista de tudo o que te está a preocupar e escolhe dessa lista aquilo que tu tens e queres mesmo fazer, apenas 3 coisas, o resto esquece. Tens tudo anotado, podes fazer outro dia, noutra altura, não precisas de te preocupar com isso porque também não te vais esquecer. Assim, vais ter espaço na tua cabeça para te dedicares aquilo que realmente importa.
  5. Saí da tua zona de conforto, eleva-te ao próximo nível. Não te deixes ficar pelo que tu sabes fazer, arrisca novas coisas, só assim vais conseguir evoluir.

O que achas disto tudo? Faz-te sentido estes conselhos da Mel? Deixa o teu comentário.

Sem-título-1

5 Coisas que aprendi com… Cristina Ferreira

Há muitas pessoas que a odeiam, há muitas que a amam. Eu estou no clube de quem gosta muito da Cristina, acho que é uma profissional de mão cheia, que é uma mulher de garra e com uma capacidade de trabalho invejável.

Hoje estreou o Programa da Cristina e eu decidi falar um bocadinho das coisas que eu aprendi com ela.

  1. Perfeição – a Cristina nas entrevistas que dá fala sempre do perfeccionismo que tem a fazer as coisas, que se é para fazer alguma coisa que é para fazer o melhor. Eu acredito muito nisto, se estamos a “gastar” tempo a fazer alguma coisa pelo menos vamos fazer o melhor que conseguimos fazer naquele momento. Não faz sentido fazer as coisas só por fazer.
  2. Amor – o ingrediente essencial. O amor é uma força extremamente motivadora, se amarmos o que fazemos é muito mais fácil levarmos as coisas / projectos a bom porto, por isto mesmo, não vale a pena passares a vida a fazer algo só porque tens de fazer, vai atrás daquilo que tu gostas.
  3. Trabalho – trabalho, trabalho. Já quase é clichê dizer: a sorte dá muito trabalho. O trabalho é, e sempre será, a chave para o sucesso.
  4. Força – e por força quero dizer persistência. Não desistir. Continuar mesmo quando toda a gente parece estar contra, às vezes, a vida está apenas a testar-nos para saber se somos ou não merecedores de grandes coisas. Não desistas.
  5. Certeza – é um pouco a continuação do ponto anterior. Se tens a certeza que é mesmo isso que queres, se tens a certeza que te vai acrescentar alguma coisa. Continua. Vai lá e faz. Com a certeza que vai correr bem.

E tu? O que achas da Cristina Ferreira. Eu gosto muito do percurso profissional dela e daquilo que ela já construiu, sejamos ou não o público-alvo alvo dela. Ela tem um percurso invejável. Comenta aqui embaixo para saber qual destes 5 pontos te diz mais, estou curiosa para saber.
Sem-título-1

5 coisas que aprendi com… Oprah Winfrey

Se há pessoa com quem eu aprendi muito foi com a Oprah Winfrey. Ela para mim tem das histórias mais impressionantes de superação, garra e sucesso, por isso ela é uma inspiração.

A Oprah no início da sua vida não tinha nada, para teres noção ela ia para a escola com roupas feitas de sacos de ração dos animais e como se não bastasse ainda foi violada. Agora, como deves saber, a Oprah é dona de um canal de televisão americano, têm uma escola para meninas na África do Sul, têm uma revista, enfim, a Oprah têm quase tudo.

É por este exemplo de superação que eu gosto tanto dela e que ouço o que ela diz e a trago hoje aqui para o blog, para vos falar de 5 coisas que aprendi com a Oprah Winfrey:

1. Pára de te comprar com os outros

Tu estás aqui só para seres tu próprio, o mundo precisa de ti tal como tu és e não de uma cópia de alguém. Se tu estás aqui é por existe um propósito para ti, só precisas de ser tu e ganhar confiança em quem tu realmente és.

2. Presta Atenção

A vida está sempre a falar contigo, por isso, ouve o que ela te diz. Quando és confrontado com alguma situação tu automaticamente tens uma opinião sobre ela, tu sabes o teu caminho, só precisas de prestar atenção aos sinais da vida.

3. Assume responsabilidade

Apenas tu tens o poder de fazer a tua vida avançar. Pergunta-te o que é que podes fazer AGORA para avançar com a tua vida, porque, o que interessa é o AGORA e só depende de ti veres o este momento tal como ele é, aceitar, perdoar o passado, assumires a tua responsabilidade e avançar.

4. Sê excelente

Faz a coisa certa, trabalha para ser excelente. O sucesso está directamente ligado a excelência que tu pões nas coisas, e por isso tens a responsabilidade de ser o teu melhor hoje, tens a responsabilidade de olhar para o que fizeste ontem e perguntar: o que é que eu posso fazer melhor hoje?

5.Rodeia-te de boas pessoas para ti

Quando nos rodeamos de pessoas que não se identificam com quem nós somos, ouvimos coisas como: “Quem é que tu pensas que és?”,  “Tu não és capaz”. Por outro lado, quando encontramos pessoas que se identificam connosco, essas pessoas apoiam-nos a ser e a fazer mais e incentivam-nos a ser cada vez melhores. Por isso é essencial rodearmo-nos de pessoas que nos elevam.

E então? Gostaste das 5 lições da Oprah? Com qual te identificaste mais? Espero por ti nos comentários.

Sem-título-1