5 coisas que aprendi com… Mel Robbins

Comecei a ouvir falar da Mel por causa do livro dela: Regra dos 5 segundos, aliás, já falei do livro aqui no blog. Hoje venho falar-vos de mais algumas lições que ela me ensinou com os seus discursos.

  1. Tens de ser tu a puxar por ti, quando somos mais novos habituamo-nos a ter os nossos pais a mandar-nos fazer coisas, mas quando chegamos a uma certa idade não temos ninguém a fazer esse trabalho por nós, por isso, resta-nos a nós próprios policiarmo-nos a fazer esse trabalho. Não podemos ficar à espera que alguém apareça para nos mandar fazer o que quer que seja. Ninguém vai aparecer para nos obrigar a seguir os nossos sonhos, por isso, temos de fazer esse trabalho nós próprios. Percebe, tudo depende de ti. Tu mandas na tua vida.
  2. Ganhar às manhãs, é o primeiro desafio do dia: sair da cama. Quantas vezes fazes snooze no despertador? Quantas desculpas arranjas para não te levantares? Pois é… é esta luta que tens de vencer, a luta por te levantares. Quando te propões a levantar a uma determinada hora, é a essa hora que tens de te levantar, caso contrário começas o dia com a sensação de derrota e isso vai afectar o teu dia todo.
  3. Faz, se queres fazer faz. Não te proíbas de ter novas experiências, porque se correr bem vais poder seguir para o próximo nível, se correr mal, com certeza aprendes alguma coisa para: ou voltares a tentar e evitares alguns erros, ou para aplicares essas lições noutra altura da tua vida.
  4. Esvazia a mente, faz uma lista de tudo o que te está a preocupar e escolhe dessa lista aquilo que tu tens e queres mesmo fazer, apenas 3 coisas, o resto esquece. Tens tudo anotado, podes fazer outro dia, noutra altura, não precisas de te preocupar com isso porque também não te vais esquecer. Assim, vais ter espaço na tua cabeça para te dedicares aquilo que realmente importa.
  5. Saí da tua zona de conforto, eleva-te ao próximo nível. Não te deixes ficar pelo que tu sabes fazer, arrisca novas coisas, só assim vais conseguir evoluir.

O que achas disto tudo? Faz-te sentido estes conselhos da Mel? Deixa o teu comentário.

Sem-título-1