Como vai o teu trabalho?

Como é que te sentes no teu trabalho?

Já paraste para pensar?

Sentes que és valorizado e que valorizas o teu trabalho? Ou sentes que tens mais coisas a fazer, outros objectivos que queres alcançar?

Pois é, estas perguntas nem sempre são fáceis de responder. Eu, por exemplo, não respondo a estas perguntas facilmente. Sinto que o meu trabalho deve ter um propósito e muitas vezes fico na dúvida se estou no caminho certo, se o meu trabalho ajuda alguém e se estou a fazer algo relevante.

Acredito que não seja a única com este dilema, acredito que haja muitas pessoas por aí que também têm as mesmas questões e que as guardam para si, no entanto, acho que estas perguntas têm de ser feitas sim, têm de ser respondidas sim, porque são importantes para evoluirmos enquanto pessoas e para conseguirmos adaptar a nossa realidade àquilo que queremos para a nossa vida.

É importante nestas alturas pensarmos naquilo que somos e sentimos realmente, o que sempre gostámos de fazer e o que é que faríamos mesmo sem recebermos um pagamento, acho que este é a principal forma de encontrarmos o que realmente queremos fazer na vida, depois é importante também percebermos que valores mexem connosco e com certeza é por aí o caminho.

Por isso, independentemente da tua idade, profissão, estudos, estrato social, pensa nestas coisas, define o teu caminho e começa, vai pelo que tu sentes realmente que faz sentido para ti e não pelo que a sociedade diz que tu tens de fazer.

Avança.

Faz por ti.

Sem medos.

Confia.

Sem-título-1