5 Coisas que aprendi com… Cristina Ferreira

Há muitas pessoas que a odeiam, há muitas que a amam. Eu estou no clube de quem gosta muito da Cristina, acho que é uma profissional de mão cheia, que é uma mulher de garra e com uma capacidade de trabalho invejável.

Hoje estreou o Programa da Cristina e eu decidi falar um bocadinho das coisas que eu aprendi com ela.

  1. Perfeição – a Cristina nas entrevistas que dá fala sempre do perfeccionismo que tem a fazer as coisas, que se é para fazer alguma coisa que é para fazer o melhor. Eu acredito muito nisto, se estamos a “gastar” tempo a fazer alguma coisa pelo menos vamos fazer o melhor que conseguimos fazer naquele momento. Não faz sentido fazer as coisas só por fazer.
  2. Amor – o ingrediente essencial. O amor é uma força extremamente motivadora, se amarmos o que fazemos é muito mais fácil levarmos as coisas / projectos a bom porto, por isto mesmo, não vale a pena passares a vida a fazer algo só porque tens de fazer, vai atrás daquilo que tu gostas.
  3. Trabalho – trabalho, trabalho. Já quase é clichê dizer: a sorte dá muito trabalho. O trabalho é, e sempre será, a chave para o sucesso.
  4. Força – e por força quero dizer persistência. Não desistir. Continuar mesmo quando toda a gente parece estar contra, às vezes, a vida está apenas a testar-nos para saber se somos ou não merecedores de grandes coisas. Não desistas.
  5. Certeza – é um pouco a continuação do ponto anterior. Se tens a certeza que é mesmo isso que queres, se tens a certeza que te vai acrescentar alguma coisa. Continua. Vai lá e faz. Com a certeza que vai correr bem.

E tu? O que achas da Cristina Ferreira. Eu gosto muito do percurso profissional dela e daquilo que ela já construiu, sejamos ou não o público-alvo alvo dela. Ela tem um percurso invejável. Comenta aqui embaixo para saber qual destes 5 pontos te diz mais, estou curiosa para saber.
Sem-título-1

Coisas que aprendi com… Gary Vaynerchuk

Se há um empresário que eu sigo (eu e muita gente) é o Gary. Eu identifico-me muito com o sentido prático dele e com a forma descomplicada como ele vê as coisas, por isso o trago para esta série, claro que por ele ter muito conteúdo online vão haver mais posts dele nesta série mas para já estes são alguns dos princípios dele com que eu me identifico mais:

1. Assume responsabilidade, acho que este é o princípio básico para a felicidade e para o sucesso. Enquanto pusermos a responsabilidade das coisas que acontecem na nossa vida nos outros é certo que nunca vamos ter o controlo da nossa vida, claro que há coisas que nos fogem do controlo mas assumes responsabilidade da situação quando pensas “O que é que me trouxe até aqui?” e “O que EU posso fazer para resolver ou melhorar a situação?”, assim, evoluis, assumes as rédeas da tua vida e aprendes com cada situação o que te leva a evoluir.

2. Ama o jogo – A base de tudo (para mim) é o amor. Quando amas o que fazes, quando amas mais o processo do que propriamente o resultado torna mais fácil. Por isso, ama, ama tudo: o processo, as pessoas…

3. Encontra o teu porquê – Esta dica complementa o ponto anterior, quando temos um propósito bem definido é mais fácil manter-nos no foco quando desanimamos ou quando as coisas correm menos bem. Claro que há fases difíceis na vida, claro que, às vezes desanimamos, por isso, encontra o teu propósito ele ajuda-te a não desistir.

4. Cerca-te de positividade – Desde as mais pequenas coisas até as pessoas que escolhes ter ao teu lado, cerca-te de coisas positivas, de pessoas positivas… as coisas negativas são como âncoras nas nossas vidas, fazem com que a nossa vida não avance e até que afunde, por isso, foca-te no positivo.

5. Não ligues a julgamentos – Lembra-te que nem Jesus agradou a todos. Porque é que tu haverias de agradar a toda a gente? Sim, vai sempre haver gente a criticar-te por todos os motivos e mais alguns. Tens é que te lembrar que a única pessoa que vai viver a tua vida és tu, mais ninguém, por isso a única pessoa que precisa de aprovar a tua vida és tu, portanto, esquece os julgamentos e avança.

E então? O que achas destes princípios e com quais te identificas mais? Fico à tua espera nos comentários.

gv2

Sem-título-1