Laríngeo? O que é isso?

Se não sabes o que é o laríngeo, eu explico.

É um chakra que está na garganta e influência, principalmente a nossa capacidade de comunicação, mas também a nossa capacidade de pôr em prática os nossos objectivos. Representado pela cor: Azul-Céu, o Laríngeo faz, também, com que as energias negativas não atinjam a cabeça (quando está equilibrado).

Tu consegues perceber se ele está equilibrado quando sentes: que te consegues comunicar com facilidade, sentes-te integrado, tens capacidade de auto descoberta, tens maior percepção do universo (tanto físico, como espiritual), tens maior consciência dos teus actos, mais facilidade em respirar, sentes que a tua energia está purificada e consequentemente sentes-te em paz.

quando o chakra está desequilibrado, sentes dificuldade de expressão, depressão, sensação de vazio na vida, começas a sentir transtornos de ansiedade, problemas de respiração e de tiróide, a tua pele começa a dar sinais de desequilíbrio e falta de autocontrolo.

Para manteres este chakra em equilíbrio, é fundamental que não guardes dentro de ti coisas que queres dizer, mesmo que não possas dizer tal como o pensas, podes sempre passar a tua mensagem de uma forma mais “amigável”, o importante é que não guardes as coisas dentro de ti. Desabafa: com alguém de confiança, com um profissional mas desabafa. A meditação já é um clássico mas é sempre essencial, foca-te na cor do chakra e faz uma meditação centrada nele. Ou então podes sempre contactar alguém que transmita de reiki para uma sessão.

Importante é mantermos os chakras equilibrados, para que não surja nenhuma doença física. Neste caso, poderiam surgir doenças: na tiróide, voz, pulmões, garganta, nariz e/ou ouvidos. Por isso, vamos trabalhar para manter os chakras sempre em equilíbrio.

Tu sentes algum destes sintomas? Comenta aqui para eu te poder ajudar.

Sem-título-1

Sabes que a terceira visão existe mesmo?

É verdade. Existe mesmo a terceira visão e é um chakra na testa, representado pela cor índigo. Este chakra desenvolve-se na adolescência e quando está equilibrado traz sintonia nos hemisférios do cérebro, capacidade de discernimento, capacidade de compreender a profundidade da vida, compreensão do nosso guia interior e ajuda-nos a elevar a consciência.

quando não está equilibrado ele traz ilusões, visualizações negativas, indecisão, desgaste mental e dores na testa. É por isto muito importante manter a energia a fluir neste chakra, e para isso podemos fazer algumas coisas muito simples:

  • Meditação, para tratares este chakra específico deves concentrar-te principalmente nele e na sua cor durante a meditação.
  • Pensamentos Positivos: Como já te disse aqui no blog, pensamentos negativos toda a gente têm, no entanto, deves sempre substituir esses pensamentos negativos por pensamentos positivos e com este exercício tu vais começar a reprogramar o teu cérebro.
  • Ler: textos / livros que sejam positivos, de preferência em papel já que não esforça tanto a visão.
  • Ar fresco: sai de casa e vai apanhar ar, principalmente se viveres no campo, perto da praia ou de algum jardim. Conecta-te com a natureza, se possível, anda descalço. Se trabalhares no meio da cidade e longe de jardins, não importa, sai na mesma, nem que sejam 5 minutos, apanhar sol vai melhorar o equilíbrio deste chakra.
  • Reiki: se puderes, procura alguém que transmita reiki na tua zona e pede por uma sessão, a dor vai passar logo.

Mas acima de tudo este chakra precisa de meditação e de pensamentos positivos, quanto mais tu o usares e estiveres rodeado de um ambiente negativo mais deves reforçar estas práticas para conseguires manter o equilíbrio.

E tu? Sentes que tens a tua terceira visão em equilíbrio? Conta-me aqui nos comentários.

Sem-título-1

Conheces os teus chakras?

Hoje começamos uma série de posts sobre os chakras, mas antes de falar deles quero começar por explicar o que é que são.

Para começar é preciso lembrar que tudo é energia: os astros, as plantas, os animais, os seres humanos, tudo e todos somos energia. Partindo deste princípio, os chakras são centros energéticos que estão ligados ao nosso corpo e que têm uma relação directa com os nossos órgãos.

A função dos chakras passa por: captar, filtrar, processar, sincronizar e distribuir a energia pelo organismo. Quando um chakra está bloqueado, começamos a perceber dores, cansaço, pensamentos negativos, deixamos de ter energia para o nosso dia-a-dia, entre tantos outros problemas de saúde que aparecem por simplesmente não cuidarmos da saúde da nossa energia.

Por isso é essencial conhecer e tratar muito bem dos nossos chakras, para conseguirmos ter energia para o nosso dia-a-dia, caso contrário, arriscamo-nos a ter problemas físicos de saúde que conseguem ser evitados se a nossa energia fluir.

OCNVW50

Falando por mim, assim que comecei a conhecer melhor os meus chakras e comecei a cuidar da minha energia, sinto-me muito mais leve, com mais energia todos os dias e por isso comecei a ser mais produtiva e positiva e os dias deixaram de ser um peso para mim.

É por isto que eu vos quero dar a conhecer os diferentes chakras, para perceberem um pouco mais sobre vocês e sobre os vossos sentimentos.

Comenta aqui se já tinhas ouvido falar em chakras, se já conheces os teus ou se tens alguma dúvida. Fico à tua espera.

Sem-título-1

5 exercícios para manter a forma em casa

Sabes que não precisas de ir ao ginásio para ficar em forma?

Na verdade, nem sequer precisas sair de casa. Existem exercícios que facilmente podes fazer em casa e que ajudam a melhorar a tua forma física. Lembra-te antes de falarmos destes exercícios que seja no ginásio seja em casa deves sempre fazer aquecimento porque assim diminuis muito a probabilidade de teres uma lesão e que tens de estar a par da tua condição física para fazer qualquer tipo de exercício físico, por isso, se tens alguma condição que te possa impossibilitar de fazer estes exercícios não os faças.

1.Agachamento

Vamos começar com um exercício fácil. É só dobrar os joelhos com os braços esticados para a frente e manter o equilíbrio. Importante: manter a coluna recta. Voltas à posição inicial quando as pernas chegarem aos 45 graus.

Quando ficares um pró podes adicionar pesos para tornar o exercício mais difícil.

agachamento

2.Flexões

São um exercício físico simples e onde não precisas de nenhum aparelho, apenas precisas do peso do teu corpo. Lembrar que este exercício para ser bem feito tens de ter os teus braços alinhados com o peito e com os cotovelos dobrados a 90 graus e voltados para fora. Lembra-te:

  • não deves encostar o teu peito no chão ele deve ficar a dois dedos do chão,
  • não deves dobrar o corpo,
  • contrair o abdómen para evitar lesões na lombar.

Se és muito iniciante, podes ficar apoiado nos joelhos e não na ponta dos pés. Este exercício trabalha: ombros, peitoral, braços.

prancha

3.Abdominais

Este é também muito conhecido. Toda a gente já o fez pelo menos na escola. A ideia é ficar deitado no chão de barriga para cima, com pernas dobradas e ir levantando o tronco para cima sem mexer os pés. Isto vai fortalecer-te a parte de cima dos abdominais.

abdominais

4.Prancha

Este exercício é muito conhecido por parecer muito fácil mas rapidamente mostrar que não é. A ideia é manter o corpo recto, paralelo ao chão e ao mesmo tempo respirar. Parece muito simples mas este exercício trabalha a musculatura profunda do tronco (abdómen, lombar, costas e tronco).

prancha1

5.Mergulho

Aqui precisamos da ajuda do teu sofá ou de uma cadeira pesada. Sentas-te no banco esticas as pernas e apoias apenas o calcanhar no chão. Depois apoias as mãos no banco, manténs a coluna recta e começas a descer o corpo em direcção ao chão. Assim vais estar a trabalhar os teus triceps.

bench-dips

Extra: sobe todas as escadas possíveis e imaginárias, esquece as escadas rolantes ou elevadores. Vai de escadas trabalha montes de músculos e ativa a corrente sanguínea.

Por isto não há desculpa para não treinares. É um acto de amor próprio tirares um tempinho, nem que seja só 30min e previne imensas doenças: no coração, sistema respiratório, diminui o risco de diabetes tipo II e de cancro do cólon, previne a osteoporose, melhora a tua imunidade, melhora estados depressivos, atrasa o envelhecimento, por isso, cuida-te, ama-te.

Sem-título-1

Poder do pensamento positivo

Confesso que demorei a entender o poder do pensamento positivo, este processo para mim foi muito doloroso e demorado. Foram 24 anos de trabalho duro para conseguir manter mais ou menos um pensamento positivo, nem sempre é fácil mas agora é mais constante. Durante muitos anos pensei sempre no mal primeiro, que todo o mal caia sobre mim, que eu era uma desgraçada e que ninguém estava em pior posição do que eu. Até que eu comecei a reparar que toda a minha vida “má” estava a tornar-se em algo pior ainda. Aqui o desespero tomou conta de mim.

Entrei em depressão e devido à medicação passava os dias a dormir. Não fazia mais nada, se me esquecia de tomar a medicação o meu corpo reclamava e eu sentia-me ainda pior. Foi aqui que eu piorei porque acreditava piamente que tinha nascido para sofrer e que a minha vida não ia passar daquilo.

Quando bati no fundo, parei.

Olhei à minha volta e comecei a ouvir palestras de pessoas como Oprah Winfrey e comecei a ver que a minha vida não era assim tão má, eu nunca tive de ir para a escola vestida com um saco de batatas, não ia de roupas XPTO como muitos dos meus colegas mas também não ia com sacos de batatas. E como este muitos outros exemplos.

Foi nesta hora que eu decidi TODOS os dias fazer uma lista de coisas a agradecer, 10 coisas, desde coisas muito pequeninas a coisas grandes.  Comecei também a fazer essa lista para cada coisa que me acontecia e que eu entendia como má. Isto obrigava-me a parar e pensar em coisas boas que podiam vir daquela situação. Pouco a pouco a minha forma de pensar foi mudando. Agora consigo mais naturalmente pensar no lado bom das coisas…. E sinto-me muito melhor:

1º Vivo muito mais tranquila, sem tanta ansiedade e tanto stress;

2º Estou mais aberta a novas experiências o que me abre as portas a que coisas boas aconteçam;

3º As pessoas têm mais vontade de conviver comigo porque já não sou o elemento fatalista do grupo;

4º Comecei a reparar que me sinto mais saudável depois de começar a pensar assim, com menos dores e com mais energia;

Comecei a sentir mais vontade de trabalhar e de criar novas coisas, e quando comecei a acreditar que coisas boas também me acontecem a mim comecei a acreditar que se eu arriscar e trabalhar pelos meus objectivos que consigo lá chegar e daí nasceu este blog.

E vocês já passaram por este processo? Quero saber nos comentários quem está comigo neste processo e em que fase do processo vocês estão.

Sem-título-1