Queres conhecer-te melhor?

Tens a certeza que te conheces?
Eu demorei muito tempo a começar a perceber-me um bocadinho e a encontrar-me com a minha verdade. Foi numa altura de perda na minha vida que eu comecei a tentar perceber-me e a tentar encontrar as minhas crenças e valores, e foi a partir daí que comecei a trabalhar o meu auto-respeito e a minha auto-estima.

Por isso, este mês gostava de vos deixar 4 perguntas, ou seja, têm 1 semana para pensar em cada uma delas, isto porque, este processo não quer pressas, é um processo introspectivo e que demora o seu tempo. Por isso, se precisares de mais que uma semana para cada uma delas, ou até menos estás à vontade. Simplesmente leva o teu tempo.

As perguntas que te proponho hoje são:

  1. Quais são as tuas 3 principais qualidades? Porquê?
  2. Quais são as tuas maiores crenças limitantes? Como surgiram?
  3. Como podes substituir as tuas crenças limitantes por crenças que te motivem e abram portas?
  4. Quais são os teus valores fundamentais? Aqueles dos quais tu não abres mão.

Estes são os teus desafios este mês. São perguntas desafiantes, mas que para teu próprio bem precisam de uma resposta sincera da tua parte.

Boa sorte.

Sem-título-1

Auto-Conhecimento

Acho que é um trabalho que nunca tem fim.

O autoconhecimento não é fácil de conseguir, passamos por muitos desafios para conseguir conhecermo-nos a nós próprios e mesmo assim quando na vida somos confrontados com momentos difíceis duvidamos.

Pessoalmente, todos os dias conheço mais um pouco de mim, pelas minhas reacções, pelos meus pensamentos, pelos meus hábitos e por aquilo que sinto que tenho de mudar, não porque a sociedade me exige mas porque eu sinto dessa forma. E não é nada fácil distinguirmos o que queremos mudar pela sociedade e o que queremos mudar por nós próprios.

É por isto que eu gosto e preciso tanto de estar sozinha, porque consigo parar, ouvir-me e perceber-me um pouco melhor. Aprendo tanto quando estou sozinha (não que não aprenda quando estou com outros, mas a melhor forma que eu tenho de aprender sobre mim é sozinha).

E vocês o que acham deste assunto? Sentem que já se conhecem a vocês próprios?