Livro: A Regra dos 5 Segundos

LifeStyle

Adoro ler, sempre que possível arranjo sempre um tempinho para me sentar sossegada a ler. Gosto de quase tudo, livros que me ensinem alguma coisa e livros que me façam imaginar novos mundos. Hoje quero recomendar-vos: A Regra dos 5 segundos de Mel Robbins. Este é bem bom para aquelas pessoas que passam a vida a procrastinar e a pensar que as coisas só acontecem aos outros. Ela explica esta regra e mostra casos práticos de sucesso desta regra. Eu já comecei a aplicar assim que li o livro e por isso existe este blog e o meu instagram @alicenquinn.

IMG_0583

IMG_0584

Paginas do livro: A Regra dos 5 Segundos – Mel Robbins

E vocês já leram este livro? O que acharam dele? Eu amo… e comprovo a eficácia da regra.

Street Style #01

LifeStyle

montagem-02

O look de hoje é um Street Style bem arrumado, este é um look que eu uso quando eu simplesmente quero ir passear mais arrumadinha com um salto alto e mas um pouco mais ousada com a barriga de fora. Normalmente uso o cabelo apanhado quando estou a fim de ficar mais descontraída para não ter de me preocupar a arrumar o cabelo constantemente. O que é que vocês acham? Estou curiosa….

As bonecas

LifeStyle

Há quem tenha medo delas. Eu sempre as amei. Porque são recordações. Tenho uma colecção de bonecas de porcelana, acho-as todas lindas. Lembro-me de receber cada uma delas. Por ano vinham 2, a do meu aniversário e a da Páscoa. Por mim podia continuar a recebe-las.
Todos os anos os presentes mais esperados eram os da minha madrinha porque eu já sabia que vinha lá mais uma boneca de porcelana, recebi até ser “crescida” o suficiente para começar a fazer o enxoval e as bonecas foram substituídas pelos panos de cozinha, toalhas de banho e de mesa para além de todos os objectos muito úteis para uma verdadeira dona de casa. Logo eu que não acredito nada nesses protótipos da sociedade.
Mas em cada uma tenho a lembrança do passado e a esperança no futuro, em cada uma tenho uma lembrança da minha madrinha e do marido dela que depois passou a meu padrinho também. Estão os dois ali, são meus e aquela colecção é representação do quanto nós gostávamos uns dos outros.

 

No Make-Up

Opinões

Somos lindas sim. Com olheiras, sem olheiras. Com rugas, sem rugas. Com sardas, sem sardas. Com pontos negros, sem pontos negros. Somos lindas e lindos (para os homens que também usam maquilhagem). Porque é que havemos de nos prender a escravatura da maquilhagem? Se há dias em que não estás com paciência de passar maquilhagem. Não passes. Estás feliz? Isso é que importa… a tua felicidade. Se és feliz a passar maquilhagem, força. Se não és não uses. No que me toca, tenho dias em que quero passar maquilhagem, passo e gosto. Há dias em que não me apetece e por isso não passo. E tudo bem também. O que importa é a felicidade, é a forma como te sentes e a tua saúde. É por estas e por outras que eu vou aparecer algumas vezes sem maquilhagem, outras com. Porque sim, porque me sinto bem das duas formas.

 

E vocês? São “escravas” da maquilhagem? Passam maquilhagem porque gostam? Ou, não passam maquilhagem?

Pequeno-Almoço

LifeStyle

Já vos falei aqui da minha mudança alimentar, na realidade o que se passa não é só uma mudança alimentar mas esse assunto fica para outro post.

Uma mudança drástica que aconteceu assim que eu tomei esta decisão foi, sem dúvida, o meu pequeno almoço. Antes esta refeição era inexistente ou apenas uma caneca de leite com café. Sim, eu sei que faz muito mal a saúde não tomar o pequeno-almoço ou não tomar um pequeno-almoço completo, eu sei e por favor não façam isto nas vossas vidas.

Mas continuando, esta foi a primeira mudança que fiz no meu cardápio. O pequeno almoço, por isso, de vez em quando vou trazer-vos algumas sugestões, até porque agora que comecei até que me estou a divertir a procurar e a criar menus diferentes para esta refeição.

As principais diferenças que noto em mim depois que tomo o pequeno-almoço é que de forma geral e durante o dia tenho bem mais energia, estou mais bem-disposta, apetece-me fazer mais coisas. Outra coisa que tenho percebido e que pode ser só invenções da minha cabeça, é que quando chega a hora de almoço tenho mais vontade de comer, não é que tenha fome, já falamos sobre isso aqui, mas estou mais aberta a comer na hora de almoço do que se não tomasse o pequeno-almoço.

Para já o meu menu favorito são papas de aveia (com adição de canela, maçã ou banana), uma caneca de leite com café (sem açúcar) e uma peça de fruta. Mas, sabe-se lá quando muda. Já que estamos a falar neste assunto… qual é o vosso pequeno-almoço favorito? Eu estou aberta a sugestões.

Monsanto Panorâmico

Fui

No último post, falei de como eu amo visitar lugares abandonados, lugares com história e por isso aqui estou eu a falar de um. O famoso Panorâmico de Monsanto.

Ele foi uma obra megalómana de alguém que imaginou para aquele lugar com vista privilegiada sobre Lisboa um restaurante de luxo, abriu cordões à bolsa e começou a construir.

De restaurante teve pouco, chegou a funcionar e a receber importantes figuras, mas logo se percebeu que o lugar era pouco frequentado para os custos que tinha e fecharam. Algum tempo depois pensaram em fazer uma discoteca. Mais uma vez o mesmo problema. Fechou.

Uma vez que não trazia lucro, ficou abandonado, por muito tempo. Foi usado para fins menos lícitos e tornou-se um lugar perigoso. Até a câmara ter mandado limpar o local, contratar um segurança e abrir o velhinho restaurante de Panorâmico de Monsanto como miradouro. E é lindo….

E então? O que acharam do local? Eu amo ir lá. O sossego daquele lugar traz-me uma paz fascinante. Para ir para lá, têm duas opções, carro ou autocarro, no entanto, se optarem por autocarro é bom que tenham tudo planeado pois ainda têm de fazer uma boa caminhada até ao panorâmico e não existem restaurantes perto. Eu fui de autocarro e não me arrependo.

Lugares

LifeStyle

DSC_0528_

Sempre gostei de ver o sítio dos outros. Lugares com história. Acho que nada conta mais sobre as pessoas do que o lugar onde moram, a disposição das coisas, o modo como elas se orientam no seu próprio espaço.

Quando falamos de lugares mais antigos e por vezes abandonados, amo imaginar como as pessoas viviam ali, como era o seu dia-a-dia.

Por isso, sempre que conheço alguém ou que convivo algum tempo com as pessoas fico sempre com curiosidade de conhecer as casas delas, não para saber o que têm dentro de casa mas para saber como vivem, para as conhecer um pouco melhor.

Na aldeia dos meus avós, fico sempre com curiosidade de ir ver as casas velhinhas dos pais e dos avós deles, para saber como era, para associar um lugar às histórias que sempre ouvi. É também por isso que amo visitar castelos, palácios, museus, conventos, ruínas, porque sempre que entro, a minha imaginação começa a trabalhar e a tentar montar o puzzle de como seria naquele tempo.

DSC_0518_

DSC_0526_

DSC_0533_

Look: Páscoa

LifeStyle

montagem-01

Este foi o meu look para visitar a família na páscoa. Este ano escolhi uma t-shirt branca súper simples mas com um toque delicado e umas pantalonas naquele estilo que já falei aqui no blog, de alfaiataria.

Nos pés decidi usar uns saltos com detalhes dourados, uma vez que normalmente ando de ténis, achei que uns saltos para variar seria o ideal. No entanto uns ténis ficariam também muito bem para quebrar a seriedade do look.

No pescoço um fio simples só para compor um pouco e um batom vermelho para dar um ponto de cor.

E que tal? O que é que vocês acharam?

Agora.

Motivação

Muitas vezes esquecemo-nos que é a única coisa que temos. Na correria do dia-a-dia e na prisão em que muitas vezes o sistema nos coloca, esquecemo-nos deste facto que é o mais certo que temos e passamos muito tempo a pensar no passado ou no futuro.

Inutilidades, pois o passado já não muda e o que poderemos vir a colher é apenas o resultado do nosso presente, por isso, pára.

Respira.

Foca-te.

Pensa no que podes fazer AGORA, para fazer do futuro um presente que tu queiras viver.

E agradece. Agradece por estares aqui, por teres a oportunidade do agora. Não esperes que o futuro chegue para fazeres o que tanto queres fazer, o que te faz feliz.

Não esperes.

Faz. Por muito pequenos que sejam os passos que estás a dar agora, esses passos são fundamentais para construir o que tanto anseias e para conseguires vir a dar passos maiores.

Liberta-te do passado, retém a lição que tinhas de aprender e esquece o futuro, pensa só no melhor que podes ser AGORA. Porque a vida é feita AGORA e não no futuro até porque esse pode nunca chegar.

Saga: Peso levezinho

LifeStyle

Desde que me lembro que sou muito magra. Sou tão magra que desde quando entrei na escola e por toda a minha vida académica fui, quase, alvo de estudo. Não tenho, nem nunca tive nenhum distúrbio alimentar diagnosticado, nunca fiz por vomitar, nunca deixei de comer porque tinha de ficar mais magra. Nunca.

Simplesmente, eu raramente sinto fome e por isso nas horas das refeições eu como pouco. Este é o meu problema, sinto-me satisfeita com pouca comida e por isto sou magra.

Claro, que por ser demasiado magra, sempre fui alvo de bullying, tanto por parte de alunos como por parte de alguns professores que por não entenderem o problema acabam por se juntar ao grupo dos que me chamavam nomes cheios de sentido de humor e mau gosto. Por isto, nunca gostei de mudar de escola pois já sabia que a quantidade de piadas ia aumentar e lá iria eu voltar à psicóloga da escola para ela perceber porque é que sou tão magra.

Quando fui para a faculdade, o meu problema aumentou. Porquê? Porque não sei cozinhar (sim, digo no presente, porque ainda hoje não sei, só faço a arte mais emblemática do tuga que é: desenrascar). Na faculdade eu voltei a emagrecer, e foi lá que cheguei ao extremo da minha magreza que foram os 45kg. O que para a minha altura é muito pouco.

Depois de começar a trabalhar, lá consegui ganhar peso e chegar aos 49kg. Resumindo a história, depois de alguns contratempos na vida, comecei a ter sintomas depressivos e voltei aos 45 kg. E aí estou. Nos meus gloriosos 45.

É por isto que estou a escrever este texto e a publicá-lo no blog. Porque, quero comprometer-me comigo própria e convosco a voltar a ganhar peso de forma saudável como foi da última vez, à base de frutas, legumes, várias refeições e exercício físico. Quero partilhar convosco, semanalmente, as minhas receitas, exercícios e truques para ganhar peso. Claro que nada do que eu partilhar aqui substitui uma ida ao nutricionista. Aqui vou só partilhar algumas coisas que faço que me ajudam no aumento de peso e na minha evolução.

Já agora gostava de saber se vocês também têm este problema? Se sim, partilhem comigo nos comentários e contem-me os vossos truques para o superar.

 

 


A imagem de cabeçalho faz parte da campanha Dove Real Beauty