Liberdade?!

Opinões

Somos livres? Será?

Não venho aqui hoje dar um aplauso a liberdade apenas, claro, comparando com as gerações anteriores evoluímos e muito a nossa forma de pensar e de interagir uns com os outros, mas, não quer dizer que não tenhamos muito trabalho ainda por fazer, ainda para mais nesta era digital onde o facebook e o instagram são reis e onde parece que todos perderam o filtro que é necessário para calcular o que podemos ou não podemos dizer uns aos outros e dos outros.

Hoje, a falta de liberdade é mais entre os nosso pares e não tanto com “entidades” superiores (governos, …. ), porque se eu sair de mini-saia ainda fica toda a gente a olhar, porque se eu namorar com mais do que um ou dois rapaz já tenho um rótulo colado à pele da qual dificilmente me vou livrar, porque se não estiver comprometida até certa idade vou ficar para tia e ninguém me quer, porque se eu me encher de tatuagens e piercings ando na droga e ninguém me dá emprego, porque se eu falar com sotaque tenho que o perder.

É neste sentido que há muito trabalho para fazer. Não sou livre. Ainda falta muito. Mas já evoluímos alguma coisa.

Perdida

Opinões

Sabem aquele momento em que olhamos para a vida e parece que o GPS se desligou no meio do nada e não sabemos para onde ir? Pois é, não é fácil mas temos de seguir até conseguir perceber qual é o rumo da nossa vida. Por isso criei este blog para partilhar esta procura por um rumo na vida, que tenho a certeza que não sou a única a passar.

Nunca fui a mais popular da escola, sou frontal e directa até demais mas ao mesmo tempo quando um amigo precisava de ajuda sempre fui a primeira a deixar tudo para trás e carregar a pessoa ao colo. Mas aí, o secundário passou, a faculdade também, trabalhei por dois anos e tudo parou. É como se estivesse estado em alto mar com uma grande tempestade e de um momento para o outro ela passou e nada é mais o mesmo. Não é fácil. Perguntamo-nos muitas vezes se as escolhas foram as certas. Se somos realmente bons naquilo que nos propusemos a fazer. Se realmente o caminho é por ali ou é um pouco mais ao lado. É aqui que percebemos que GPS está doido.

tenor

E é nesse momento de GPS avariado que eu me encontro. E por isso criei o blog, este é o sítio onde eu me quero encontrar e partilhar convosco algumas coisas:

1- Partilhar o que eu gosto, o que eu não gosto, o que eu descobri que gosto e pensava que não gostava e vice-versa.

2- Partilhar o estado de alma de uma pessoa sem GPS e a minha forma de sair daqui.

3- Partilhar coisas novas para saírem também vocês deste GPS avariado.

4- Expressar-me. Se é que alguma vez o fiz, há já algum tempo que não o faço, embora muita gente tenha a falsa ideia que sim.

5- E último, mas não menos importante, entreter-vos com conteúdo que vos traga algum bem. Não vou ensinar matemática, nem química, muito menos geometria mas vou mostrar-vos a vida como eu a vejo, mostrar-vos uma nova perspectiva. A minha.

tenor (1)

Por tudo isto e mais alguma coisa, vão ver aqui no blog todos os assuntos e mais alguns. Espero que gostem. Comentem aqui embaixo se também estão ou já estiveram com este sentimento.

No Make-Up

Opinões

Somos lindas sim. Com olheiras, sem olheiras. Com rugas, sem rugas. Com sardas, sem sardas. Com pontos negros, sem pontos negros. Somos lindas e lindos (para os homens que também usam maquilhagem). Porque é que havemos de nos prender a escravatura da maquilhagem? Se há dias em que não estás com paciência de passar maquilhagem. Não passes. Estás feliz? Isso é que importa… a tua felicidade. Se és feliz a passar maquilhagem, força. Se não és não uses. No que me toca, tenho dias em que quero passar maquilhagem, passo e gosto. Há dias em que não me apetece e por isso não passo. E tudo bem também. O que importa é a felicidade, é a forma como te sentes e a tua saúde. É por estas e por outras que eu vou aparecer algumas vezes sem maquilhagem, outras com. Porque sim, porque me sinto bem das duas formas.

 

E vocês? São “escravas” da maquilhagem? Passam maquilhagem porque gostam? Ou, não passam maquilhagem?