5 Coisas que aprendi com… Cristina Ferreira

Há muitas pessoas que a odeiam, há muitas que a amam. Eu estou no clube de quem gosta muito da Cristina, acho que é uma profissional de mão cheia, que é uma mulher de garra e com uma capacidade de trabalho invejável.

Hoje estreou o Programa da Cristina e eu decidi falar um bocadinho das coisas que eu aprendi com ela.

  1. Perfeição – a Cristina nas entrevistas que dá fala sempre do perfeccionismo que tem a fazer as coisas, que se é para fazer alguma coisa que é para fazer o melhor. Eu acredito muito nisto, se estamos a “gastar” tempo a fazer alguma coisa pelo menos vamos fazer o melhor que conseguimos fazer naquele momento. Não faz sentido fazer as coisas só por fazer.
  2. Amor – o ingrediente essencial. O amor é uma força extremamente motivadora, se amarmos o que fazemos é muito mais fácil levarmos as coisas / projectos a bom porto, por isto mesmo, não vale a pena passares a vida a fazer algo só porque tens de fazer, vai atrás daquilo que tu gostas.
  3. Trabalho – trabalho, trabalho. Já quase é clichê dizer: a sorte dá muito trabalho. O trabalho é, e sempre será, a chave para o sucesso.
  4. Força – e por força quero dizer persistência. Não desistir. Continuar mesmo quando toda a gente parece estar contra, às vezes, a vida está apenas a testar-nos para saber se somos ou não merecedores de grandes coisas. Não desistas.
  5. Certeza – é um pouco a continuação do ponto anterior. Se tens a certeza que é mesmo isso que queres, se tens a certeza que te vai acrescentar alguma coisa. Continua. Vai lá e faz. Com a certeza que vai correr bem.

E tu? O que achas da Cristina Ferreira. Eu gosto muito do percurso profissional dela e daquilo que ela já construiu, sejamos ou não o público-alvo alvo dela. Ela tem um percurso invejável. Comenta aqui embaixo para saber qual destes 5 pontos te diz mais, estou curiosa para saber.
Sem-título-1

Atraí a vida dos teus sonhos

Estamos no segundo dia do ano, altura em que muitas pessoas ainda estão a fazer as resoluções de ano novo e altura em que muita gente está com imensa vontade de fazer coisas novas e de concretizar os seus desejos. Sim, muita gente daqui a um mês já não se lembra dos desejos que pediu na noite da passagem de ano e acaba por viver um ano igual a todos os outros.

É por isto que eu planejo o meu fim de ano, traço metas, desconstruo-as em pequenos objectivos e em pequenas tarefas para conseguir fazer tudo o que quero, mas para potencializar este processo, uso também a lei da atracção.

Há muitas pessoas a acharem que a lei da atracção é, simplesmente, desejar alguma coisa e como por magia ela chega até nós. MENTIRA. A lei da atracção é muito mais complexa que isto, quase que arrisco dizer que a lei da atracção é um modo de vida. Ela baseia-se no pensamento positivo, na fé em nós próprios e em trabalho.

Por exemplo, quando dizemos que este ano queremos entrar na melhor universidade de alguma coisa, temos não só de pedir, como:

  • Acreditar que tal pode e vai acontecer;
  • Acreditar que temos capacidades suficientes;
  • Trabalhar.

O que é que vai acontecer se fizeres isto?

Ao manteres pensamentos positivos vais estar a atrair coisas positivas para ti. O universo é uma espécie de espelho que te responde com aquilo que tu lhe dás, se dás coisas positivas ele traz coisas positivas mas se dás coisas negativas ele traz coisas negativas.

Ao acreditares, com todas as tuas forças, que tu tens capacidades para tal ou que mereces vais estar a desbloquear barreiras, tanto interiores como exteriores, para conseguir aquele objectivo.

Trabalho, o euromilhões, que eu saiba, nunca saiu a alguém que nunca jogou. Quero dizer com isto que para conseguires os teus objectivos tens de te pôr a jeito e isso acontecer tens de apresentar trabalho e dedicação.

Estes 3 vértices são importantes para que a lei da atracção funcione, sem um deles, ela não funciona. Precisas de manter estes três pratos a rodar igualmente para que a vida dos teus sonhos se manifeste através da lei da atracção.

Tu, tens estes três pratos a rodar? Podes melhorar? Conta-me tudo aqui nos comentários.

Feliz 2019.

Sem-título-1

5 coisas que aprendi com… Oprah Winfrey

Se há pessoa com quem eu aprendi muito foi com a Oprah Winfrey. Ela para mim tem das histórias mais impressionantes de superação, garra e sucesso, por isso ela é uma inspiração.

A Oprah no início da sua vida não tinha nada, para teres noção ela ia para a escola com roupas feitas de sacos de ração dos animais e como se não bastasse ainda foi violada. Agora, como deves saber, a Oprah é dona de um canal de televisão americano, têm uma escola para meninas na África do Sul, têm uma revista, enfim, a Oprah têm quase tudo.

É por este exemplo de superação que eu gosto tanto dela e que ouço o que ela diz e a trago hoje aqui para o blog, para vos falar de 5 coisas que aprendi com a Oprah Winfrey:

1. Pára de te comprar com os outros

Tu estás aqui só para seres tu próprio, o mundo precisa de ti tal como tu és e não de uma cópia de alguém. Se tu estás aqui é por existe um propósito para ti, só precisas de ser tu e ganhar confiança em quem tu realmente és.

2. Presta Atenção

A vida está sempre a falar contigo, por isso, ouve o que ela te diz. Quando és confrontado com alguma situação tu automaticamente tens uma opinião sobre ela, tu sabes o teu caminho, só precisas de prestar atenção aos sinais da vida.

3. Assume responsabilidade

Apenas tu tens o poder de fazer a tua vida avançar. Pergunta-te o que é que podes fazer AGORA para avançar com a tua vida, porque, o que interessa é o AGORA e só depende de ti veres o este momento tal como ele é, aceitar, perdoar o passado, assumires a tua responsabilidade e avançar.

4. Sê excelente

Faz a coisa certa, trabalha para ser excelente. O sucesso está directamente ligado a excelência que tu pões nas coisas, e por isso tens a responsabilidade de ser o teu melhor hoje, tens a responsabilidade de olhar para o que fizeste ontem e perguntar: o que é que eu posso fazer melhor hoje?

5.Rodeia-te de boas pessoas para ti

Quando nos rodeamos de pessoas que não se identificam com quem nós somos, ouvimos coisas como: “Quem é que tu pensas que és?”,  “Tu não és capaz”. Por outro lado, quando encontramos pessoas que se identificam connosco, essas pessoas apoiam-nos a ser e a fazer mais e incentivam-nos a ser cada vez melhores. Por isso é essencial rodearmo-nos de pessoas que nos elevam.

E então? Gostaste das 5 lições da Oprah? Com qual te identificaste mais? Espero por ti nos comentários.

Sem-título-1

Queres mudar de vida?

Os nossos hábitos são as acções que nos levam aonde nós queremos chegar, por isso, é bom que os nossos hábitos estejam alinhados aos nossos sonhos.
MAS, eu sei bem que nem sempre é fácil criar um novo hábito, ou porque nos esquecemos, ou porque na nossa cabeça há algo que nos impede de seguir em frente. Por isso, hoje trago-vos algumas dicas que vos ajudam a criar novos hábitos:

→ Encontra uma forma de te lembrares do novo hábito 
Imagina que queres beber mais água durante o dia, marca no teu telemóvel vários alarmes para te lembrarem de beberes água ou então queres começar a comer de forma mais saudável, cria uma lista de compras e não fujas dessa lista. São pequenas coisas que te vão ajudar a manter-te no foco.

→ Não esperes de conseguir nunca sair do novo hábito 
Claro, que durante a criação de um novo hábito vai acontecer de falhares um dia ou outro, continuando na ideia de uma alimentação mais saudável. É claro ao longo desse caminho vai haver um dia que tens uma festa de aniversário e tu vais comer mal e não há mal. O mal está de achares que por teres falhado uma vez que podes falhar nos próximos seis meses por causa de uma refeição. Não. Aceita a falha e na próxima refeição volta ao teu hábito. Para toda a regra há uma excepção só não podes fazer da excepção a regra. 

→ Faz o máximo dos teus hábitos de manhã cedo 
Sim, de manhã se começa o dia. Imagina que queres começar a fazer exercício físico, marca o teu despertador de manhã para acordar mais cedo, veste-te e vai para o ginásio ou faz o teu exercício em casa mesmo (já dei alguma dicas de exercícios para fazer em casa aqui), assim, é mais fácil começar a criar um novo hábito.

→ Começa agora o novo hábito 
Não esperes para amanhã se o podes fazer já. A probabilidade de nunca chegares a fazer se esperares para daqui a pouco é muito grande. Por isso, se podes, começa já.

→ Descobre o que te pôs no hábito que queres mudar 
Pensa porque é que queres mudar de hábito? Quais sãos os pontos negativos que este teu velho hábito traz para o quereres mudar? Isto vai fazer com que quando te sentires menos motivado mantenhas o hábito.

→ Encontra um porque de mudares?
Este ponto é complementar ao anterior, que é pensar nos benefícios que vás ter de mudar de hábitoE assim quando não sentires tanta vontade de continuar no foco vais pensar: “Não. Eu tenho de comer salada porque eu quero-me manter saudável e aquele hambúrguer só me vai fazer sentir pesada, inchada e não traz nada de saudável ao meu corpo. O meu foco é saúde.”, assim, é mais fácil.

→ Não tentes mudar tudo de uma vez 
Ok. Tu tens 300 mil coisas que queres mudar. O conselho mais sensato que te posso dar é: não mudes tudo de uma vez. É muito mais difícil manter o foco, vai mudando, este mês implementas 3 hábitos novos. No próximo mês mais um ou dois. Não precisas de mudar de vida num só dia. Aliás vai ser mais fácil mudar aos pouco do que mudar tudo, começa pelo mais difícil.

O que achaste destes conselhos? Já tinhas pensado neles? Quais são os hábitos que vais querer mudar nos próximos tempo, comenta aqui em baixo.

Sem-título-1

Coisas que aprendi com… Inês Nunes Pimentel

Hoje trago-vos algumas das coisas que a Inês me ensinou, para começar ela é especial na minha vida porque foi ela que me introduziu ao mundo da calma, da necessidade do autoconhecimento, foi com ela que eu reparei que não me conhecia e por tudo isto eu quis trazê-la aqui. Então vamos lá:

Amor – sim, amor. Este é um sentimento que sempre esteve muito dentro de mim mas que nunca entendi o seu verdadeiro poder, até começar a ouvir falar mais dele e descobrir que ele é essencial. O amor é, se tu deixares, a força que comanda a tua vida, é o que te garante que estás no lugar certo.

Ouve o teu corpo – isto pode parecer simples mas não é. Há muita gente (eu incluída) que não ouve o seu próprio corpo, que estão desconectados do seu próprio corpo. Eu por muito tempo não ouvi o meu corpo e por isso arranjei algumas complicações na minha saúde que agora tento remediar. Por isso te digo: ouve o teu corpo, ele fala directamente contigo e só depende de ti ouvi-lo.

Não tenhas medo – esta dica vai directamente ter com a primeira, não precisas de ter medo ou vergonha de seres quem tu és, aliás ao te assumires só vais estar a aumentar o teu lugar de amor, porque a pressão que fazes para de alguma forma esconderes quem tu realmente és vai fazer com que tenhas cada vez menos espaço para o amor. Sê tu próprio. Se estás neste mundo é porque há um propósito para isso.

Afasta-te de quem não te faz bem – simples assim, afasta-te. Eu sei, não é fácil conseguirmos distancia de algumas pessoas, mas pelo nosso bem, é o melhor que te podes fazer. Sabes aquela pessoa que quando estás perto dela te sentes desconfortável? Aquela pessoa que passa a vida a desmotivar-te? Aquela pessoa que passa a vida a reclamar ou a falar mal de tudo? Aquela pessoa que tu nem percebes muito bem porque mas que te incomoda? Pois então afasta essa pessoa, porque te está a fazer mal. Por muito próxima que a pessoa seja tens de decidir pelo que é melhor para ti.

Cuida de ti – da cabeça aos pés, do interior ao exterior. Cuida-te. O teu corpo é o teu templo, tens de o cuidar melhor do que qualquer outra coisa, a tua mente e a tua alma são a tua essência, que tu deves proteger mais do que qualquer outra coisa, cuida-te.

E então? Reveste nas mensagens da Inês? Comenta aqui a mensagem com que te identificas mais.

Sem-título-1