Como vai o teu trabalho?

Como é que te sentes no teu trabalho?

Já paraste para pensar?

Sentes que és valorizado e que valorizas o teu trabalho? Ou sentes que tens mais coisas a fazer, outros objectivos que queres alcançar?

Pois é, estas perguntas nem sempre são fáceis de responder. Eu, por exemplo, não respondo a estas perguntas facilmente. Sinto que o meu trabalho deve ter um propósito e muitas vezes fico na dúvida se estou no caminho certo, se o meu trabalho ajuda alguém e se estou a fazer algo relevante.

Acredito que não seja a única com este dilema, acredito que haja muitas pessoas por aí que também têm as mesmas questões e que as guardam para si, no entanto, acho que estas perguntas têm de ser feitas sim, têm de ser respondidas sim, porque são importantes para evoluirmos enquanto pessoas e para conseguirmos adaptar a nossa realidade àquilo que queremos para a nossa vida.

É importante nestas alturas pensarmos naquilo que somos e sentimos realmente, o que sempre gostámos de fazer e o que é que faríamos mesmo sem recebermos um pagamento, acho que este é a principal forma de encontrarmos o que realmente queremos fazer na vida, depois é importante também percebermos que valores mexem connosco e com certeza é por aí o caminho.

Por isso, independentemente da tua idade, profissão, estudos, estrato social, pensa nestas coisas, define o teu caminho e começa, vai pelo que tu sentes realmente que faz sentido para ti e não pelo que a sociedade diz que tu tens de fazer.

Avança.

Faz por ti.

Sem medos.

Confia.

Sem-título-1

Eu bebo água com limão. E tu?

Há uma coisa que eu faço sem falta todos os dias de manhã, assim que me levanto, uma delas é beber um copo de água com limão. Há já algum tempo que eu ouço nos benefícios da água com limão em jejum por isso arrisquei e a verdade é que me sinto melhor desde que este gesto se tornou um hábito.

Tenho de alertar antes de continuar este post que: é contra indicado para pessoas que sofrem de: refluxo gástrico esofágico, gastrite e hérnia do hiato.

Vá, mas afinal a água com limão faz bem porquê?

Primeiro porque ajuda as pessoas com dificuldade na digestão. Isto porque a composição do sumo do limão é semelhante ao suco gástrico, por isso, vai ajudar o estômago a fazer melhor a digestão. Depois, claro, que por ter muita vitamina C, fortalece o sistema imunitário e já que estamos a falar da vitamina C, posso acrescentar que vai ajudar à produção de colagénio o que faz com que tenhas uma pele mais saudável.

É também uma boa forma de prevenir pedras nos rins por conta do ácido cítrico presente no limão, claro, que nada disto acontece se tomarmos apenas uma vez mas sim se criarmos um hábito.

Basicamente a água com limão ajuda a limpar o organismo de tudo o que lhe faz mal e por isso comecei a criar este hábito. Claro, que quanto mais hábitos saudáveis conseguirmos adicionar a este melhor para o nosso corpo e para a nossa mente, sim, porque quanto melhor estiver o nosso corpo melhor estará a nossa mente.

Vocês já experimentaram este hábito? Sentiram diferenças no vosso corpo? Comentem aqui em baixo, estou curiosa para saber.

Sem-título-1

Playlist: Manhã Produtiva

Hoje vou mostrar-vos mais um pormenor das minhas manhãs e o que me põe no mood de ir trabalhar. É a playlist que eu ponho a tocar todos os dias assim que ponho o pé fora de casa. É do tempo certo para eu chegar ao trabalho e no fim pus as músicas que me dão mais força para começar o meu trabalho no máximo da minha inspiração. E por isso a playlist acaba com músicas da Beyoncé. Mas fiquem com a minha playlist e depois contem-me o que acharam.

Desabafos de uma alma em construção #1

Acordo com o sol a bater na minha cara. Amanheceu. É um novo dia cheio de coisas para fazermos e conquistarmos, o mundo é nosso. Olho à minha volta à tua procura.
Não estás.
Caio em mim e lembro-me da realidade. Uma realidade, que na verdade, fui eu que construí. De repente o sol já não é tão brilhante nem o dia parece tão entusiasmante. Enrosco-me nas mantas e choro, outra vez. A verdade não me dá descanso à alma.
Tu já não és meu.
Relembro como tudo começou, era um conto de fadas e tu eras o meu príncipe encantado. Fomos perfeitos. Mostraste-me o mundo e as cores dele, contigo podia conquistar tudo. Ensinaste-me a amar porque eu não o sabia fazer, nem mostrar. Fizeste-me sentir a tal e talvez tenha sido.
Mas a tormenta das más-línguas, não nos largavam nunca. Com o tempo tudo começou a ser mais difícil, mais complicado. Até ao ponto em que à nossa volta só havia destruição mas nós éramos lindos. Perfeitos. Uma verdadeira força da natureza.
Mas, viver fora de nós era impossível.
Não aguentei.
Quebrei.
Desisti.
Fácil?
Podes achar que sim e sei que achas que sim. Mas não nunca foi, nem é.
Passados estes anos todos continuas a morar em mim como moravas antes. E dói. Tudo isto dói.
Quero abraçar-te.
Saber de ti.
Espero que estejas bem.
Até …

Ingrata? Eu?

Se há coisa que aprendi nos últimos anos da minha vida foi a agradecer, percebi que era muito ingrata com a minha vida, não dava valor às coisas que tinha mas dava muito valor ao que não tinha. Mas a vida trata de nos dar as porradas certas para aprendermos algumas lições e eu aprendi que esta não é de todo uma maneira saudável de viver. Comecei a perceber que se não der valor às coisas pequenas também nunca vou dar valor a algo que eu conquiste por muito grande que seja.

Por isso comecei a fazer todos os dias uma lista de gratidão, onde penso nas coisas boas que a minha vida tem neste momento, assim, garanto que pelo menos durante aquele momento do meu dia eu agradeço e tenho um momento positivo. E é tão importante lançar energias positivas no mundo, sim, porque eu acredito que tudo aquilo que lançamos ao mundo volta para nós, por isso, tento lançar o máximo de coisas positivas possíveis e a gratidão é uma delas.

Para mim o importante é agradecer pelas coisas essenciais da vida: ter saúde, pelo ar que respiramos, pelo sol, pela chuva, pela comida que comemos, pelas pessoas que nos rodeiam, ou seja, agradecer por tudo aquilo que muitas pessoas tomam por garantido. Para mim este momento é essencial para lembrar o que é realmente importante na vida e recentrar os meus valores para que nunca me esqueça do que realmente interessa.

E tu? Agradeces a vida que tens? Ou és ingrato como eu era? Comenta aqui para eu saber.

Sem-título-1