Viva ao desapego!

O apego é um fardo emocional pesadíssimo, quando nos apegamos a pessoas, situações ou coisas, com o tempo, o fardo vai aumentando cada vez mais até se tornar insuportável.

Muitas vezes, o apego é muito confundido com amor mas enquanto o amor é uma força positiva e libertadora, o apego é uma energia negativa de posse e castradora. Exemplos muito claros disto são os casos de violência doméstica, onde supostamente existiria amor e liberdade para partilhar o dia-a-dia, existe posse e vontade de castrar a vontade do outro, o que resulta em violência e muitas vezes até em morte. Esta é a grande diferença, enquanto o amor é um terreno fértil, o apego é um terreno deserto e ressequido.

Por isso e como se têm falado tanto de violência nos últimos tempos, decidi vir falar um bocadinho de desapego. Decidir desapegar é um acto libertador e um acto de amor tanto com quem nos rodeia como connosco e é mesmo por aí que se deve começar, pelo amor-próprio.

O primeiro passo para o desapego é interiorizar que ninguém é mais importante na nossa vida do que nós próprios, o que muitas vezes acontece, é que começamos a colocar o outro à nossa frente e quando achamos que essa pessoa nos falha ficamos perdidos porque aquela pessoa que é a coisa importante e não se comportou como nós queríamos. Quando entendemos que nós somos as pessoas mais importantes da nossa vida, conseguimos compreender quando os outros tomam decisões diferentes das que nós tomaríamos, é-nos natural aceitar a decisão do outro, simplesmente porque se nós temos a liberdade de tomar as nossas decisões ou outro também têm. Quando nos amamos, sentimos também liberdade para desenhar a vida dos nossos sonhos e por isso andamos mais felizes e não nos apegamos a ninguém, simplesmente porque não há vida mais importante ou mais especial do que a nossa.

Perdão, quando sentimos que nós ou alguém tem a culpa do que aconteceu é muito difícil seguirmos em frente, ficamos numa espiral eterna de recordações e culpa, que cada vez se agrava mais, por isso, é muito importante o perdão. Uma técnica que eu uso muito é escrever, quando eu preciso de perdoar alguém ou alguma situação, eu escrevo tudo o que me vai na alma, tudo o que me magoou, tudo o que me trouxe más energias e ao desabafar começo a perdoar e a carga fica menos pesada.

Libertar, é importante e um exercício constante, muitas vezes, no dia-a-dia queremos controlar tudo e exercer a nossa influência para que tudo aconteça exactamente da forma que queremos, por isso, muitas vezes temos de “policiar” as nossas atitudes, para quando nos damos conta que estamos a querer controlar demais, simplesmente, deixar as coisas acontecer. Isto acontece muitas vezes quando nos estamos a preocupar com o futuro, quando estamos a agonizar com o passado ou quando tentamos que o outro faça o que nós queremos. Deixa ir, tu não consegues mudar o passado, nem prever o futuro, simplesmente conseguimos fazer o melhor aqui e agora, o resto, deixa fluir.

Não tenhas medo de perder. Seja perder uma pessoa, seja perder um trabalho, não tenhas medo de perder. Perder é natural, todos nós em alguma altura da vida vamos perder alguma coisa ou alguém, por isso não estejas preocupado com isso. Desapega e tranquiliza o teu coração e enche-te de coragem, o que têm de acontecer acontece, estejas tu preocupado ou não e aquilo, o que é teu vem ter contigo de uma forma ou de outra, por isso, não penses mais nisso.

Quando te apercebes que estás a ter pensamentos possessivos, respira, afasta esse pensamento e contraria esse pensamento, por exemplo, quando nos damos conta de estar a pensar: “porque é que aquela pessoa fez esta coisa desta forma? eu disse-lhe para fazer de outra forma”, afasta o pensamento e podes pensar, por exemplo: “porque não fazer da forma que ela fez? Talvez tenha um melhor resultado do que aquilo que eu pensei. Vamos experimentar”. Este é apenas um exemplo. Quando pensamos no que alguém nos fez, que nos magoou podemos simplesmente pensar que aquilo nos fez crescer e no que nós podemos fazer a partir de agora.

O importante é não deixarmos que estes sentimentos negativos tomarem conta de nós para podermos ter uma vida mais tranquila, leve e mais feliz.

Sem-título-1

Organizas as tuas prioridades?

Desde sempre que ouvi o meu avô dizer que há tempo para tudo, ele dizia-me isto porque eu achava que não tinha tempo de fazer os trabalhos de casa e brincar, por isso, eu queria chegar a casa e ir brincar directamente. Ele sempre disse não a isso, primeiro tinha de fazer os trabalhos de casa e então depois podia ir brincar. Hoje em dia percebo o que é que ele me queria dizer, na verdade, todos nós temos tempo para tudo o que queremos fazer, é apenas uma questão de organização.

Para completar este pensamento do meu avô, eu sempre ouvi o meu pai dizer: dá mais trabalho fazer mal feito do que fazer bem feito. Claro que me dizia isto quando eu queria despachar os trabalhos de casa para ir brincar e depois tinha de voltar a fazer os trabalhos de casa porque tinha feito mal. Eles deram-me aqui duas lições muito importantes. E é sobre elas que vos venho falar hoje, muitas vezes achamos que não temos tempo para fazer tudo o que queremos, no entanto, se houver organização conseguimos sim fazer tudo. E que organização é esta?

É muito fácil, eu faço uma lista com tudo o que eu quero e tenho de fazer, tudo sem excepção para não me esquecer de nada. Depois, pego nessa lista e separo em 4 partes: coisas que são urgentes E importantes, coisas que não são urgentes MAS são importantes, coisas que são urgentes MAS não são importantes e coisas que não são urgentes nem importantes. O que é que isto quer dizer?

Bem… as coisas urgentes e importantes, são o tipo de coisas que têm um prazo que eu tenho de cumprir e que tenho mesmo de ser eu a fazer, são o topo da minha lista, é o mais importante.

As coisas que não são urgentes mas são importantes, são as coisas que são importantes para chegarmos aos nossos objectivos mas que não estão perto da data de entrega e por isso posso ir fazendo pouco a pouco, no entanto, é importante manter um progresso para depois não ter de fazer as coisas a correr.

As coisas que são urgentes mas não são importantes, são o tipo de coisas que têm uma data de entrega quase a fechar mas que podemos delegar a alguém.

Por fim as coisas que não são importantes nem urgentes, que como o próprio nome indica são aquelas coisas que não nos ajudam a chegar ao nosso objectivo e que não têm data para ser feitas, como: ler e-mails de publicidade, ver tv… podem ser feitos em qualquer altura e podem ser ajustados as restantes necessidades.

Esta organização, chama-se apenas prioridades. Quando tens uma lista de tudo o que tens para fazer, o teu objectivo é dar uma prioridade a todas essas coisas e esta é uma forma de conseguires fazer isso.

Claro, que não vais pôr tudo no mesmo dia, o ideal é ter apenas 1 ou 2 coisas importantes e urgentes num só dia, para conseguires fazer tudo, caso contrário vais olhar para a tua lista e procrastinar. Organiza tudo o que tens de fazer pela tua semana consoante as datas limite de entrega para conseguires fazer tudo. E depois, como é claro, no tempo que dedicares a fazer cada coisa, dedica-te a 100% a ela, não te esqueças que dá mais trabalho fazer mal do que fazer bem, simplesmente porque se fizeres mal não vais melhorar as tuas habilidades e vais ter de fazer essa mesma tarefa mais do que uma vez, quando poderias simples fazer logo bem e passar a tarefa seguinte.

E tu? Consegues gerir bem o teu tempo? Achas que este post te ajudou? Comenta e partilha este post com alguém que não consegue gerir muito bem o seu tempo.

Sem-título-1

Vamos apenas amar

O amor para mim é a principal força motivadora positiva, é o centro de tudo.

Vemos muitas vezes pessoas que mudaram a sua vida por amor, seja esse amor por uma pessoa ou pela profissão, muitas vezes as coisas são criadas por amor. O amor é tão importante que uma das principais terapias alternativas, o reiki, têm por base o amor, porque só quem ama incondicionalmente tem capacidade dar sem receber.

Por isso acho perfeito que exista uma data de celebre o amor, embora ache que não se deva celebrar só o amor entre casais e sim o amor de uma forma geral, porque também acredito que o amor tem potencial para acabar com graaande parte dos males do mundo: a guerra, a inveja, a violência doméstica… Porque quando nos amamos a nós próprios, não precisamos de ver ninguém mal para nos fazer sentir superior, não ficamos dependentes de ninguém, nem desejamos ter a vida de alguém.

Por isso, vamos festejar o amor de uma forma geral, o amor-próprio, o amor entre casais, o amor entre irmãos, entre vizinhos, pelos animais, todas as formas de amor e vamos desejar que todas as formas de amor sejam completamente aceites dentro de muito pouco tempo, seja o amor-próprio que ainda é muito confundido com egocentrismo, seja o amor homossexual, seja o amor por pessoas de outros países, seja o amor fraterno entre qualquer pessoa que pode ser confundido com favoritismo ou com oportunismo, seja que amor for, vamos apenas amar-nos, cada vez mais e sem preconceito.

Sem-título-1

5 presentes para um S.Valentim relaxante

Estamos a chegar ao dia mais romântico do ano, os corações já estão em todo o lado, os anúncios a possíveis ofertas multiplicam-se, e eu decidi vir aqui trazer-vos 5 sugestões de ofertas que vocês podem fazer à vossa cara-metade ou até a vocês mesmos neste dia de São Valentim.

Velas aromáticas – Eu adoro velas, principalmente se tiverem um cheirinho e gosto muito de acender uma vela à noite para criar um ambiente relaxante para depois conseguir dormir mais tranquila. Mas, claro, que as velas também criam ambientes muito românticos e por isso a minha primeira sugestão vai para velas aromáticas.

Cosméticos Naturais – Grande parte dos cosméticos existentes hoje em dia, têm um monte de ingredientes que não sabemos bem o que são, por isso, é uma boa altura para começar a trocar esses produtos por produtos com ingredientes naturais. Existem por aí algumas boas marcas de produtos com estas características e ao trocares, não só vais estar a ser mais amigo do ambiente como vais ser mais amigo de ti próprio, porque afinal quanto mais coisas naturais puseres no teu corpo melhor.

Voucher de massagens – Estamos numa fase das nossas vidas em que o stress nos comanda, e criar momentos em que possamos fugir-lhe é das melhores coisas que podemos fazer para nos mantermos equilibrados e saudáveis, por isso, é uma boa ideia oferecer umas massagens ao teu par para aliviar o stress.

E-reader – Para quem gosta muito de ler é um excelente presente, estes aparelhos dedicados à leitura são muito bons porque são muito mais compactos que os livros normais e por isso poupam a coluna de quem os carrega, os livros são mais baratos, para além de que ajuda a poupar muitas árvores.

Óleos essenciais – Os óleos essenciais são fantásticos em várias situações e têm várias funções, podem ser: calmantes, aliviar dores, desodorizantes naturais, ajudar em gripes e constipações, cada óleo tem a sua função, por isso vale a pena ter um kit em casa para as situações mais frequentes.

O que achas destas sugestões de presente do dia dos namorados, eu amaria receber qualquer um deles e tu? Tens alguma sugestão? Deixa aqui nos comentários.

Sem-título-1

5 Coisas que aprendi com… Nicki Minaj

Confesso que quando ela apareceu não era grande fã, hoje em dia gosto mais do trabalho dela mas continua sem ser a minha primeira opção quando tenho de escolher música, de qualquer das formas nada disto impede que eu admire o trabalho dela e o que ela têm conseguido. A Nicki conseguiu entrar e ser grande num meio musical extremamente machista, por isso, hoje trago aqui 5 coisas que aprendi com Nicki Minaj:

Segue o teu coração – certifica-te que quando crias alguma coisa estás a seguir o teu coração e não o que os outros dizem que deves fazer. Já falamos um pouco disto no post: “Quem conta mais na tua vida?” e a Nicki reforça esta ideia, temos sim de seguir o que o nosso coração manda e não o que os outros acha que nós devemos fazer.

Trabalho Árduo – As coisas não caem do céu, é preciso trabalhar muito. Eu acredito que na vida a sorte e o trabalho andam de mãos dadas. Podemos ter muita sorte mas sem trabalho nada acontece, mas a sorte e pode potencializar muito o trabalho árduo. Uma coisa é certa, quanto mais te dedicas a fazer uma coisa melhor vais ser a faze-la, por isso, trabalha, faz com que as coisas te aconteçam e vais ver a tua vida a mudar.

Faz bem feito – Não faças as coisas pela metade, quando fizeres, faz o melhor que consegues para um dia poderes olhar para trás e sentir orgulho no que fizeste. Eu acredito, e pelo que vi a Nicki também acredita, que se vamos fazer alguma coisa, não vale a pena fazer pela metade. Se estás a entrar num projecto faz o melhor que sabes e consegues, para um dia olhares para trás e veres que fizeste o melhor que sabias.

Não desistas – Tu não sabes que vidas estás a tocar quando fazes alguma coisa e também não sabes o quão perto estás de chegar do teu objectivo, podes estar a desistir muito perto de atingires aquilo que queres, por isso, se ainda sentes paixão pelo que estás a fazer, não desistas, continua e o sucesso vai bater-te à porta.

Aprende com toda a gente – Em todas as situações e com todas as pessoas nós podemos aprender alguma coisa, por isso, guarda para ti o melhor que podes guardar de cada situação e de cada pessoa. Tu nunca és bom demais ou grande demais para aprender com quem quer que seja e isso joga a teu favor.

O que é que tu achas destas opiniões da Nicki Minaj, conta-me aqui nos comentários.

Sem-título-1