Cristais: Turmalina Preta

É dos meus cristais favoritos e por isso trago sempre um comigo, a turmalina preta, foi o segundo cristal que tive e nunca mais larguei. A turmalina preta tem várias funções que passam pela protecção, enraizamento e reenergização, e está ligada ao chakra da raiz.

Este cristal têm um poder de nos manter de pés assentes na terra impressionante, se o mantivermos sempre por perto podemos sentir que ele nos traz constantemente novas energias e nos mantém atentos aquilo que se passa. É um excelente cristal para afastar energias negativas e por isso é óptimo para trazer no bolso das calças, no carro, para colocar a porta de casa ou para pôr debaixo do colchão ao nível dos pés, este cristal é sem dúvida um dos primeiros a ter pela variedade das suas funções.

A turmalina preta, como todos os outros cristais devem ser limpas com alguma frequência, no caso da turmalina esta limpeza pode ser feita com água, assim, o que eu normalmente faço é passar a turmalina em água corrente durante um minuto enquanto fecho os olhos e agradeço o trabalho que o cristal tem feito por mim e percebo que energia ele me transmite. Depois deixo-o à janela durante a luz do dia e da noite para ele energizar durante um dia ou dois e volto a usar. É este o processo que tenho para cuidar das minhas turmalinas e que têm resultado e é um processo simples de se fazer, o que facilita a manutenção do cristal.

E vocês já têm uma turmalina? Gostavam de comprar uma turmalina? Deixem o vosso comentário para eu perceber se ficaram com alguma dúvida.

Sem-título-1

As minhas apps favoritas de meditação

Vocês já há algum tempo que sabem que eu tenho uma rotina de meditação, todos os dias antes de começar o meu dia e antes de dormir eu faço pelo menos 10 minutos de meditação, muitas vezes faço mais tempo, e em alguns dias faço mais do que estas duas meditações, no entanto, estas duas são sagradas.

Para meditar eu uso algumas ferramentas que para mim são importantes, simplesmente porque eu gosto muito de fazer meditação guiada e por isso eu uso aplicações que me ajudam a meditar.

Neste momento eu faço mais uso de uma aplicação que se chama: Insight Timer, esta aplicação ganhou-me porque têm várias meditações diferentes e muito boas, com vários objectivos, várias durações e vários guias. No entanto, também tem uma secção onde podemos definir o tempo, música ambiente e toque de despertar para podermos meditar sozinhos. Esta aplicação regista ainda o tempo que meditamos e a frequência com que o fazemos, permitindo-nos assim perceber como está a nossa prática. Esta é a minha app favorita no momento.

Antes de usar esta aplicação usava uma outra que se chamava: Lojong, esta aplicação tem muito em comum com a primeira mas para além daquelas opções todas, que para mim são as mais importantes, tem também na própria aplicação textos sobre meditação e tem frases alusivas à prática da meditação, tem vários níveis de dificuldade de meditação e séries de meditação para trabalhar cada sector específico da nossa vida, no entanto e apesar de sempre que posso ajudar estes projectos, o que me fez abandonar na altura esta aplicação foram as meditações pagas, uma vez que na altura não recebia qualquer rendimento não me podia dar ao luxo de pagar meditações, por isso acabei por conhecer o insight e afeiçoar-me a ele.

Gosto também de usar o YouTube, sim, no YouTube existem algumas meditações muito boas em alguns canais, onde muitas vezes os criadores desmonetizam os vídeos para não aparecerem anúncios e assim não interromperem as meditações, vale a pena pesquisar por lá.

E vocês? Já conheciam estas aplicações? Contem-me que aplicações usam para a vossa prática e contem-me o que acham destas aplicações. Até ao próximo post 😉

Sem-título-1

Sabes o que é numerologia?

Há já pouco mais de um ano que faço esta plataforma a minha casa: a forma de expressar os meus pensamentos, a forma como eu vejo a vida, a forma que eu tenho de ajudar. Entre 125 posts que fiz aqui passei a minha rotina e as coisas que me fazem sentir bem na esperança de vos poder ajudar de alguma forma. Bem, 125 posts depois isso não mudou e a minha vontade continua a mesma, de vos ajudar a viver melhor, ajudar-vos a conhecerem-se melhor e por isso mesmo hoje eu trago aqui este assunto. A numerologia já faz parte da minha vida há alguns anos e desde sempre que queria e quero aprender mais sobre. No entanto, acho que aprender para ficar com o conhecimento só para mim, sem conseguir ajudar quem quer que seja não vale a pena e por isso, hoje trago-vos os primeiros vídeos do meu canal no YouTube.

Ficaste interessado? Então, tenho aqui uma playlist completa sobre o significado da primeira letra do teu nome para te ficares a conhecer um pouco melhor através desta forma de autoconhecimento.

Espero que gostes do meu trabalho no YouTube e que te ajude a conseguires saber um pouco mais sobre ti.

Sem-título-1

E que tal aproveitar o presente?

Muitos de nós, senão quase todos, temos muita dificuldade em viver o momento presente, a culpa disso é a constante procura por novidades, a constante preocupação com o futuro, a constante preocupação com o que podemos ou não ter feito de mal e as constantes notificações que temos de tudo e mais alguma coisa, sabemos até de coisas que não nos interessam para nada. É esta constante necessidade de actualização que nos leva a casos gravíssimos de ansiedade.

Por isso é urgente aprender a viver no momento presente e a valorizar o momento, porque estados de ansiedade são cada vez mais frequentes e as doenças devido a estes estados de ansiedade também o são, por isso, hoje trago-vos algumas dicas para viverem mais no momento presente:

  • Faça uma coisa de cada vez – muitas vezes damos por nós a fazermos 500 mil coisas ao mesmo tempo, porque temos telefones para atender, e-mails para responder, um compromisso importantíssimo para ir, 2 ou 3 tarefas para fazer. Muitas vezes, no final do dia, nem sequer conseguimos chegar a meio de tudo o que tínhamos para fazer porque tentamos fazer tudo de uma vez e porque estávamos demasiado tensos. Por isso, o meu conselho é: mesmo que te pareça que não podes, faz uma coisa de cada vez, vais ver que és mais produtiva, consegues estar mais tranquila e contacto contigo mesma.
  • Pausas – Vai fazendo pausas durante o dia entre as tuas tarefas, faças o que fizeres, tenta tirar uma pausa, nem que seja de um minuto entre cada tarefa, eu que já trabalhei em ambiente de agência sei da importância desta pausa e do quanto é quase impossível faze-la, no entanto, se não a fizermos passamos pelo dia sem darmos conta do que sentimos, do que fizemos e de que vivemos naquele dia. Portanto, nem que seja por um minuto, pára, respira, faz um check-up ao teu corpo para perceberes como te sentes, bebe água e depois sim, continua a trabalhar.
  • Tem atenção a todos os seus sentidos – É importante termos os nossos sentidos apurados, muitas vezes, estamos com os nossos sentidos desligados. Muitas vezes estamos tão concentrados no futuro e no passado que não aproveitamos o que se está a passar agora, por isso, uma dica que te posso dar para te transportares para o agora é prestar atenção ao que está ao teu redor: as folhas a balançar, ao vento, a tua respiração, ao sol a brilhar ou à lua no céu, presta atenção aos pormenores.
  • Aceitar – Aceitar o que temos agora sem reclamarmos constantemente o que podíamos ter se…, o que fizemos porque…, o que queríamos ter se…, estes ses e porquês matam por completo o nosso momento presente, o que devemos fazer é aceitar e agradecer o que temos agora, sem pensar no passado ou no futuro, preocuparmo-nos apenas com o passo que podemos dar agora.

Estas são a primeiras 4 dicas que tenho para vos dar, lembrem-se que no início não é fácil manter esta rotina, no entanto, assim que conseguimos manter esta rotina na nossa vida, começamos a viver uma vida muito mais tranquila, descansada e sem tantas irritações.

Sem-título-1

Sabes o valor do silêncio?

Hoje em dia tudo o que não existe na nossa sociedade é silêncio, seja por conta das notificações, seja por conta dos telefonemas, e-mails, seja por causa de carros, buzinas, seja por conta da televisão constantemente ligada ou do rádio, seja mesmo por causa de pessoas sempre a falar. A velocidade a que o mundo avança é um denominador extremamente importante para a quantidade de ruído que constantemente temos à nossa volta. Com tudo isto chegamos a um ponto em que nunca estamos verdadeiramente em silêncio e acho que posso até dizer que nós com a desabituação do silêncio criamos um certo medo dele, tanto que quando estamos um bocadinho sem barulho a nossa volta, começamos logo: “Aí…. põe um bocadinho de música por amor de Deus” ou então: “Ai… liga a televisão. Está aqui um silêncio que não se pode.”, sendo que o nosso “habitat natural” é o silêncio é muito estranho que frases deste género existam.

É por isto tudo que eu hoje te venho falar das vantagem do silêncio e do que ele nos traz de tão valioso, podemos começar por falar do descanso, quando estamos em silêncio a nossa mente tem finalmente permissão para descansar, muitas vezes passamos o dia inteiro afundados em barulhos sem darmos descanso ao cérebro no entanto ele só descansa quando não temos nenhum som a perturbar.

Outro dos benefícios do silêncio é o autoconhecimento, quando nós estamos em completo silêncio temos permissão do nosso cérebro para sermos nós próprios, simplesmente porque o cérebro sente-se confortável em silêncio e começa a sentir-se livre para ser ele próprio. Mas não se sente só livre, com o silêncio começamos a aperceber-nos das energias subtis que nos chegam do universo e do que ele nos quer dizer e por isso ligamo-nos mais à nossa espiritualidade.

Com o silêncio temos também a oportunidade de nos curarmos, quando estamos em silêncio os assuntos que precisam de ser resolvidos aparecem na nossa mente e esse silêncio dá-nos disponibilidade e oportunidade de começar a resolver esses problemas, que muitas vezes, se podem resolver com algum tempo connosco em silêncio, simplesmente, porque temos tempo de olhar para eles de outra perspectiva e conseguir outra solução para o mesmo problema.

Ou seja, quando estamos em silêncio estamos a fazer um importantíssimo trabalho de higiene mental que nos permite descansar, conhecermo-nos e reconectar-nos connosco próprios. Assim, conseguimos ter os pés bem assentes na terra e percebermos quando e onde queremos ir e mais importante ainda, estamos a promover a nossa saúde mental.

E vocês costumam estar em silêncio? Costumam fazer a vossa higiene mental? Contem-me tudo aqui nos comentários.

Sem-título-1