Vamos acabar com a ansiedade?

Eu sempre sofri bastante com ansiedade, o meu dia-a-dia era aterrorizante, tudo me deixava com medo, ansiosa, envergonhada. Ir para a escola, testes, conhecer pessoas, ir a sítios que não são os habituais sempre foi um grande desafio para mim e não era uma pequena ansiedade, era uma ansiedade que não me deixava dormir por algumas noites antes do “acontecimento” e uma ansiedade que me causava dor física.

Lembro-me que no dia do exame de Geometria Descritiva eu pouco consegui fazer do exame porque estava com dores horríveis de barriga e não dormia há já algumas noites, ou seja, chumbei nesse exame por causa da minha ansiedade, claro que por ter chumbado nesse exame fiquei ainda mais nervosa na repetição dele. É por isto que digo que a ansiedade é uma escada rolante, se tu lhe deres liberdade quando deres conta estas em panico.

Foi neste episódio que eu me dei conta que eu sofria de ansiedade mas só muito mais tarde é que percebi que existiam alguns truques que eu podia usar para baixar os meus níveis de ansiedade. O truque mais conhecido é claro a meditação, é um hábito que construí na minha vida, medito duas vezes por dia, uma de manhã ao acordar e outra a noite antes de dormir, isto faz com que eu tenha um dia mais calmo e tenha mais facilidade em adormecer.

1002

Construí o hábito de ter atenção à forma como me sinto, não só emocionalmente mas fisicamente, muitas vezes dou por mim com os ombro muito tensos (já com dor), com a respiração já acelerada, o coração a bater depressa. Quando eu dou conta deste sintomas normalmente, paro o que estou a fazer e por 2 minutos controlo a minha respiração. Respiro mais devagar e digo para mim algumas frases chave: “eu sou amor da cabeça aos pés”, “inspiro positividade, respiro calma”.

Exercício físico, não sou uma atleta, mas gosto de reservar 30 minutos do meu dia para treinar, seja com os exercícios que já vos mostrei neste post, seja com uma caminhada ou até 30 minutos de dança, o importante é mexer o corpo é uma excelente forma de libertar sentimentos negativos.

4179

Por último mas não menos importante é treinar o pensamento positivo, confesso que o meu primeiro pensamento não é positivo, normalmente é uma dúvida ou um medo, mas fazer algum policiamento no sentido de substituir esses pensamentos por algo positivo ajuda imenso a reduzir a ansiedade.

Claro que tudo isto só funciona com uma grande dose de disciplina e de repetição, fazer estes passos uma vez de vez em quando não ajudam em nada, por isso é preciso muita disciplina e foco, todos os dias mas vale muito a pena.

E tu? tens algum método para reduzir a tua ansiedade? Comenta aqui.

Sem-título-1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s